Archive for abril \28\UTC 2008

Esse mundo tá virado

abril 28, 2008

Depois de Rômulo Arantes Jr., adivinha quem foi pego com traveco?

“Não fumo, não bebo e…não dou é com o peixe”.

Anúncios

Nada mais me lembro…

abril 26, 2008

24/04/08 – Leila Lopes: ‘Quero ver essa pessoa provar na Justiça que fiz filme pornô’

25/04/08 – Aê, Leila. Era uma tarde de domingo também? Aposto que começou a rodar, rodar e rodaaar…

Nada mais me lembro

“Pornô? Nada mais me lembro”…Será que a Berenice vai segurar essa também?

Gemidos de Leila Lopes

abril 24, 2008

E aí que Leila Lopes ora tá confirmada, ora nega que será a próxima vedete pornô do País. O mais legal é que diz Leila que sua vida “virou um inferno” desde que rolou essa história.

É, Leila. E aquela Playboy que rolou? Já sei! Nada mais me lembro, né?

Eu não morri

abril 24, 2008

Passei muito mal depois do último show em que estive. No sex, mas drogas & rock n’roll total. Mais droga que rock, mas tá valendo.

Aguardem novos posts.

Lagerfeld’s rules

abril 12, 2008

Photobucket

Dá um bico nessa entrevista do estilista Karl Lagerfeld.

Eu odeio todas as crianças. Para as outras pessoas, tudo bem, mas não para mim. Eu não nasci para ser um ser familiar

Pelo naipe do dito cujo a gente quer saber pra que tipo de ser ele nasceu. Mas antes explica se é do reino vegetal, animal ou mineral, belê?

Ah, e depois de perder mais de 40 quilos ele também disse que “odeia pessoas gordas”. Karl, saca só…Gordura não é contagioso, rapá! Se você emagreceu só engorda de novo comendo, sacou?

E pra quem odeia gordo, só usar preto é tão…Deixapralá.

Richarlyson… V…

abril 10, 2008

viado ou vaiado?

Sacanagem, Uol. Ou será que essa foi a “vaia”?

Direto do Jornal da ImprenÇa.

O release do ano

abril 9, 2008

Release é aquele texto de assessoria de imprensa em que o assessor escreve informações de forma objetiva sobre algum evento ou fato. Pois bem, Wagner Augusto, assessor de imprensa e historiador do Villa Nova AC, nos ensina um novo modelo de release. O release literário.

Certamente, as redações de esporte se emocionaram ao ler o texto carregado de passagens brilhantes como “Na negociata espúria, acertada nas catacumbas da traição” (acho que desde aquele episódio do Chaves ninguém usa a palavra “catacumbas” tão bem).

Leiam o que já é considerado o texto do ano.

*Jogador pipoqueiro é mandado embora *

Ricardinho, o Rei da Pipoca, aceita propina e sai pela porta dos fundos

O atacante Ricardinho, 24 anos, não faz mais parte do Leão do Bonfim. O jogador recebeu uma proposta indecorosa do Ipatinga F. C., aceitou prontamente e foi desligado do elenco alvirrubro pelo presidente João Bosco Pessoa. Tal como Judas Iscariotes, que se vendeu por 30 dinheiros para entregar Jesus Cristo aos judeus, Ricardinho aceitou receber R$30 mil para assinar um pré-contrato com o clube do Vale do Aço às vésperas da última rodada da Primeira Fase do Campeonato Mineiro.

Na negociata espúria, acertada nas catacumbas da traição durante a quinta-feira, há uma cláusula que impede a participação do atleta na partida de domingo entre Ipatinga X Villa Nova. Dócil aos encantos do dinheiro sujo da corrupção, Ricardinho aceitou prontamente a condição. Ao descobrir a manobra, a diretoria do Leão mostrou a porta da rua para esse profissional mau caráter.

Contratado pelo Villa Nova como uma das principais aquisições para a disputa do Campeonato Mineiro, Ricardinho, o fariseu, teve uma passagem apenas discreta pelo Castor Cifuentes. Foram somente sete jogos e míseros quatro marcados. Um problema crônico no púbis retirou o jogador de várias partidas. O atacante chegou a Nova Lima com a fama de ser o Rei do Drible, mas sai pela porta dos fundos do clube como o verdadeiro Rei da Pipoca. O Villa Nova, próximo de completar o primeiro centenário de fundação, é muito maior do que esse calhorda venal.

Outras tentativas de compra

O traidor Ricardinho não foi o único jogador do Leão a receber sondagens pornográficas. O goleiro Glaysson, exemplo de profissional e de respeito à camisa gloriosa do Villa Nova, também foi alvo de duas investidas indecentes. Na primeira delas, os corvos que infestam o futebol mineiro propuseram pagar R$15 mil para o goleiro simular uma contusão e não viajar para Ipatinga. Glaysson rechaçou na hora essa propositura, momento em que o suborno subiu para R$30 mil e mudou de patamar: o goleiro teria, então, de entrar em campo e deixar entrar alguns gols do Ipatinga. Os frangos em Minas estão valendo muito…

Glaysson comunicou na hora à diretoria a tentativa de suborno e foi treinar normalmente, numa demonstração de hombridade que só os verdadeiros profissionais são capazes de fazer. O goleiro estará em campo no domingo, como já fez em outras 63 oportunidades, pronto para honrar a camisa que veste.

O Villa Nova Atlético Clube lamenta profundamente esses dois episódios e espera que as autoridades constituídas em Minas Gerais apurem com rigor os fatos e punam com severidade aqueles que querem fazer do esporte um mercado persa. Não é sem motivo que a instituição nova-limense vai comemorar 100 anos de glória em vermelho e branco no mês de junho: não há nada que desabone o clube ao longo dessa trajetória vitoriosa. O Leão nunca precisou comprar jogador adversário para escapar de rebaixamento.

*Jorn. Wagner Augusto
Assessor de Imprensa e Historiador do Villa Nova AC*/

Jura?

abril 8, 2008

Thati: ‘Infelizmente não fui convidada para posar nua’

Deus existe.

Heh

abril 8, 2008

Paola Oliveira e Maurício Mattar terminam namoro

Não avisei? Ó que demorou

O caroço da Melancia

abril 7, 2008

.